Blog

Bem-vindos!

Este é um blog que fala sobre Web 2.0.
Com tecnologia do Blogger.

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto
Sou uma entusiasta das novas tecnologias e do seu uso na sala de aula e na mobilização de pessoas.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010 - - 9 Comments

Ainda é muito cedo para dizer, mas acredito que o facto de experimentar e procurar novas maneiras de se relacionar é o desafio que se coloca a esta nova geração. Geração esta que irá comunicar e trocar experiências como todas as outras gerações anteriores, só que agora com um conjunto de ferramentas e tecnologias tão-pouco imaginadas apenas há uma geração atrás.

This entry was posted on 01:00 You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

9 comentários:

DL disse...

A mensagem é relevante, mas o vídeo parece um filme de terror, faz-me lembrar o Chucky. :-)

(Por coincidência, a palavra que me aparece aqui na caixa para autenticar o comentário é sugestiva - tendo em conta o Chucky - "matem". Spooky!)

Margarida disse...

é de facto assustador, agressivo e intimidante a forma como o aluno quer exigir a forma como que ser ensinado.Afinal ele já sabe tudo de tecnologia, será que não precisa de aprender mais nada?

M disse...

É talvez um pouco teatralizado... mas eu conheço alguns miúdos que ainda não têm idade para ter barba e que já acham que sabem de tudo sobre tecnologia, e que duvida, com uma arrogância descomunal, que os adultos/professores lhes consigam ensinar algo de interesse e de verdadeiro.

Estou neste momento a trabalhar com um grupo de 20 adolescentes entre os 15 e os 20 anos, que me olham com olhar "de autoridade e cepticismo" como se já soubessem de tudo o que precisam para serem adultos e felizes.

Educadores precisam-se!

E esta realidade é mais assustadora do que um puto a imitar o Chucky :)

Abraço,
Manuel Salgado

branca disse...

Depois de ver o filme lembrei-me, de novo, de " O pequeno ditador", como é possível ensinar ou aprender algo com alguém que não "precisa" de saber mais nada!!!!!
Clara

Cristina disse...

Claro que na era das tecnologias da informação é muito importante que saibamos utilizar essas tecnologias.
No entanto, os jovens não conseguem saber tudo através da internet e cabe-nos a nós educadores mostrar-lhes que existem muitas outras coisas que eles podem aprender sem a intenet

dmcorreia disse...

Penso que o comentário inicial que introduz o vídeo é bastante pertinente: as crianças e jovens de hoje têm novas formas de se relacionar, inovadoras ferramentas e tecnologias de comunicação que há quarenta anos atrás eram consideradas ficção científica! É o mesmo mundo mas, ao mesmo tempo, um mundo diferente. Por isso, são legítimas as perguntas "Vais sentar-me numa sala de aulas? Navegas na net? Sabes o que se passa na net? Sabes o que se passa no Mundo?".
Não é possível comunicar com as crianças e jovens de hoje sem conhecer o seu quotidiano, os seus interesses: tudo está (é) diferente. Hoje, a informação é imensa e circula a uma velocidade estonteante. Ao mesmo tempo, se quando transmitimos conteúdos em vez de nos limitarmos às formas tradicionais, utilizarmos instrumentos que estas crianças e jovens já dominam no seu quotidiano, as probalidades de sucesso aumentarão.
Mas sou forçada a admitir: quando o miúdo pergunta "É com isto que me vais ensinar?" segurando um livro... deu-me um aperto no coração!

Ana disse...

No papel de educadores temos de chegar aos nossos alunos. Penso que só conseguimos tocar-lhes fundo ou comunicar com eles, na verdadeira acepção da palavra, se conhecermos os seus interesses e os meios que privilegiam nas suas comunicações. Assim usando essas ferramentas da Web 2.0 a nossa mensagem chega mais facilmente e o feedback é imediato. No entanto há que dosear com outras ferramentas… senão acabamos por ter alunos literados cientificamnte numas coisas e iliterados noutras. Há muitas mais coisas para além da net…

Ana disse...

No papel de educadora, com sensibilidade para a premência em utilizar nova tecnologias de informação e comunicação em sala de aula, alertada pelos novos programas emanados do ministério da educação e pela exigência velada por parte dos alunos, frequentei uma formação no Quadros Interactivos Multimédia. Nesta experiência pessoal e profissional saí enriquecida, pela partilha de formação com pares profissionais, e implementação de estratégias inovadoras interactivas enriquecedoras. O feedback dos alunos foi muito positivo e estimulante.
Assim decidi investir nesta formação atendendo á temática e à sua abordagem.
Senti e estou a sentir que conhecer e aplicar estas ferramentas Web 2.0 é enriquecedor a nível pessoal e profissional. Gostaria de comprar mais tempo para dedicar a esta formação/implementação de projectos na temática da ecologia …
É o meu único senão.

A. Fernandes disse...

Concordo plenamente com a Ana.
Devemos investir na nossa formação e nas ferramentas que nos podem trazer valor acrescentado em termos de motivação dos alunos. Cada vez mais assistimos a uma cultura de ignorantes e tudo o que seja motivação para que a juventude de hoje aprenda um pouco mais é sempre positivo.

Considero que quem tiver oportunidade de investir na aprendizagem de ferramentas web2.0 vai ver o retorno desse investimento muito mais rápido do que pensa. É que cada vez mais os Professores são avaliados também pela inovação que possam trazer ao ensino.