Blog

Bem-vindos!

Este é um blog que fala sobre Web 2.0.
Com tecnologia do Blogger.

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto
Sou uma entusiasta das novas tecnologias e do seu uso na sala de aula e na mobilização de pessoas.

Ning

sexta-feira, 26 de novembro de 2010 - - 9 Comments

Um óptimo recurso é o Ning, que facilita a concepção de redes sociais à sua medida, ou seja, é uma plataforma que permite a qualquer pessoa criar uma rede social e desenvolvê-la de acordo com as suas ideias, necessidades e ambições. 


É um instrumento que os professores podem usar para criar redes sociais das suas próprias aulas, podendo assim comunicar facilmente com os seus alunos. A grande vantagem desta ferramenta, é esta servir como uma excelente plataforma para divulgar planos de comunicação direccionados a públicos específicos, tais como os seus alunos ou colegas e também na possibilidade de se poder escolher praticamente todos os detalhes da rede, desde o nome até aos pormenores relacionados com a imagem (logótipo, formato, cores, fonte e tamanho das letras, etc.). É possível também acrescentar diversas aplicações à sua rede, incluindo músicas, notícias, fotos, vídeos, blogues e fóruns de discussão e ainda usar um feed RSS para divulgar as suas novidades.

Veja este filme que explica um pouco as funcionalidades desta plataforma.

Deixo-lhe aqui também um link do Manual do Ning .



Manual de Rede Social Ning

This entry was posted on 07:00 You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

9 comentários:

Nelson Alves Correia disse...

O problema do Ning é que passou a ser pago. Já o utilizei no projecto Limpar Portugal: http://limparportugal.ning.com

DL disse...

Eu também!

José Silva disse...

Mas...é muito bom.

Margarida disse...

Parece-me uma ferramenta com bastantes potencialidades. Se for gratuita vou tentar criar uma rede social com as minhas turmas.

M disse...

Infelizmente descobri pelo Nelson que passou a ser paga. No entanto, continua a ser uma grande ferramenta para construção de espaços de comunidade online.

Já a utilizei em contexto profissional, pois tínhamos uma equipa de projecto separada geograficamente, que precisava de um espaço de trabalho colaborativo deste género.

Apenas tivémos muito cuidado com o teor dos conteúdos que lá colocávamos pois tínhamos regras muito claras de direitos de propriedade, nos quais algumas dos módulos do Ning não se adequam.

Abraço,
Manuel

Eduarda Moniz disse...

Depois de ver o vídeo informativo sobre a criação de uma rede social no Ning,surgiram-me várias ideias para criar uma com todos os meus alunos. Contudo, ao ler os comentários do Nelson e do Manuel sobre os custos inerentes parece-me mais difícil fazê-lo. Já chegamos tarde. No entretanto, não deixa de ser pertinente a sua utilização.

dmcorreia disse...

As redes sociais são um fenómeno com cada vez mais adeptos e inúmeras possibilidades:comunidades ligadas por interesses comuns, temas de estudo ou causas colaboram e comunicam em tempo real, sem a necessidade da proximidade física.
Pelo visto na apresentação esta ferramenta seria bastante útil mas... é paga?!

Ana disse...

Noto que me iniciei nas redes sociais com os alunos. A partir do mail comecei a receber pedidos de amizade. Quando dei conta intuitivamente fazia parte de uma rede social com inúmeros amigos.
Na realidade esta rede social também foi e é utilizada em contexto pedagógico.
A experiência é interessante e aliciadora.
Naturalmente que para desenvolver projectos pessoais e dinamizar grupos de pessoas, alunos e a comunidade em, geral, desconhecia, mas posso recorrer à plataforma Ning.
Gostava de utilizá-la e aferir os resultados em dinamizar os alunos e a comunidade para um projecto no âmbito do ambiente.

A. Fernandes disse...

Não sou adepto das redes sociais.
Não sei tirar partido delas (ou não estou moldado para trabalhar com elas).
Prefiro o correio electrónico (ainda).
Não significa que esta ferramenta não tenha potencialidades, que as tem. Penso que apenas a utilizarei em ultimo caso pelos motivos apontados acima (se os meus alunos vissem isto, era "enforcado" na própria sala de aula, pois obriguei-os a estudar os workgroups e redes sociais (lol - unica palavra da nova geração que utilizo).